17
fev
11

O Judas nosso de cada dia

Jo.13:1-31

INTRODUÇÃO:

1. Judas fora escolhido do modo com foi Pedro, João, Tiago, Mateus depois de uma noite de oração do Senhor Jesus. Com o objetivo de andar com Jesus durante o seu ministério terreno, (Lc. 6:12-16) Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar; e passou a noite toda em oração a Deus. Depois do amanhecer, chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos: Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote; Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor.

2. Judas recebeu a mesma autoridade que os demais discipulos para expulsar demônios, curar os enfermos e pregar o avangelho. (Mc.3:13-19) Depois subiu ao monte, e chamou a si os que ele mesmo queria; e vieram a ele Então designou doze para que estivessem com ele, e os mandasse a pregar;e para que tivessem autoridade de expulsar os demônios. Designou, pois, os doze, a saber: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão;André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.

3. Judas andou com Jesus durante três anos. Comtemplou as multidões recebendo os gloriosos ensinos de Cristo,  as curas expetaculares e os milagres extraordinários como exemplo das ressurreições.

4. O texto lido é um dos últimos momentos de Cristo aqui na terra onde celebra a santa ceia. É o momento que Jesus relata para os seus discípulos à traição de Judas. È aqui que Judas concretiza seu plano de trair o mestre por trinta moedas de prata, (Mt.26:14-16) “Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os principais sacerdotes,e disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei?   E eles lhe pesaram trinta moedas de prata. E desde então buscava ele oportunidade para o entregar”. Ele concretiza este plano identificando Jesus com um beijo lá no jardim do Getsemãni, Mt. 26: 47-50 “E estando ele ainda a falar, eis que veio Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, vinda da parte dos principais sacerdotes e dos anciãos do povo.Ora, o que o traía lhes havia dado um sinal, dizendo: Aquele que eu beijar, esse é: prendei-o. E logo, aproximando-se de Jesus disse: Salve, Rabi. E o beijou.Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Nisto, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam”.

Tema: O Judas nosso de cada dia

O que podemos aprender da vida Judas

I Muitos são chamados, mas nem todos são escolhidos.

1.  Todos os homens tem a oportunidade de ouvir a chamada de Deus por meio do evangelho, mas nem todos serão salvos. Somente  o serão, aquleles que foram escolhidos desde a eternidade.

2.Mt. 22:14Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”.

2.1 Jo.6:70 “Respondeu-lhes Jesus: Não vos escolhi a vós os doze? Contudo um de vós é o diabo.”

2.2 Jo.17:11,12 Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles sejam um, assim como nós. Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.”

II – Podemos andar com Jesus e ao mesmo tempo estar longe dele.

1.  Judas andou três anos com Jesus. Possuía um cargo de tesoureiro na sua igreja, foi chamado de apóstolo, mas estava muito longe dos propósitos de Cristo para aqueles que professam a fé no filho de Deus. Judas não era convertido, apezar de andar com Cristo.

2. Jo. 12:1-6 Veio, pois, Jesus seis dias antes da páscoa, a Betânia, onde estava Lázaro, a quem ele ressuscitara dentre os mortos. Deram-lhe ali uma ceia; Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo. Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de trair disse:Por que não se vendeu este bálsamo por trezentos denários e não se deu aos pobres? Ora, ele disse isto, não porque tivesse cuidado dos pobres, mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, subtraía o que nela se lançava.

III –  Nos adverte à quem estamos servindo

1.  Podemos enganar os homens na confissão de uma falsa religiosidade. Podemos viver no teatro da religião. Podemos colocar as máscaras da hipocrisia. No entanto, Jesus conhece o nosso coração. Ele sabe á quem estamos estamos verdadeiramente nos submetendo.

2.Jo.2:23-25 Ora, estando ele em Jerusalém pela festa da páscoa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome. Mas o próprio Jesus não confiava a eles, porque os conhecia a todos, e não necessitava de que alguém lhe desse testemunho do homem, pois bem sabia o que havia no homem.

2. Jo.6:70Respondeu-lhes Jesus: Não vos escolhi a vós os doze? Contudo um de vós é o diabo.”

3. Não pedemos servir a dois senhores. Quem é o meu Senhor? Que seja o  Cristo, o filho deDeus.

IV –  Que devemos prescrutar nosso coração

1.  Consntantemente devemos sondar, examinar nosso coração. Olhar  introspectivamente nosso interior. Para sabermos se o evangelho que estamos praticando é realmente o genuíno ensino de Cristo. Para nos conscientizarmos se estamos enganando a nós mesmos. Para testarmos em nós até onde vai o nosso amor por Cristo. Para  enxergarmos se não estamos trocando Jesus por qualquer coisa nesta vida.

2. Judas traiu jesus por 30 moedas de prata. Precisamos convidar o Senhor para sondar o nosso coração. E tirar lá de dentro os Judas que nos impedem de servir ao Senhor com integridade, Sl 139:23,24 “Sonda-me, ó Deus,conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.”

V –  Sobre a história das nossas vidas

1.  A história de Judas foi escrita de modo trágico. Em todos os evangelhos onde é narrado a lista dos apóstolos de Cristo.  O nome de Judas vem por último porque traiu Jesus. Seu fim foi triste, saindo a suicidar-se e morrendo de modo trágico. Na história ficou conhecido como sinônimo de traidor.

2. A nossa história está sendo escrita dia-a-dia. Como você deseja que seja escrito o evangelho da  história da sua vida. A biografia de sua vida está agora mesmo sendo escrita. Quem a lê no futuro, o que vai dizer? As páginas da nossa vida deve ser diferente da que foi escrita acerca de Judas.

 

CONCLUSÃO:

 

1. Judas pereceu como qualquer incrédulo que jamais se curvou diante de Cristo. O seu destino foi terrível. Certamente não queremos viver como Judas nem ter o seu destino eterno.

2. Os demais discípulos foram salvos. Eles também falharam. Todos abandonaram a Cristo. Pedro negou a Cristo. A diferença é que seguiram o caminho do arrependimento, da confissão sincera, de mudança de vida, do  seguir a Cristo por fé, graça e misericórdia Nele.

3. Expulsemos de nossas vidas, todos os Judas do nosso dia-a-dia.

 


0 Responses to “O Judas nosso de cada dia”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: